02 OS PIONEIROS

A história do Grupo Horita em terras brasileiras começa em 1938, com a vinda da família do Japão para o estado de São Paulo para trabalhar como empregados nas fazendas de algodão e café. Kitaru Horita, sua mulher, e os filhos, dentre os quais o adolescente Satoshi Horita, deixaram o porto de Kobe, na província de Kumamoto, e chegaram a Santos (SP), depois de uma longa e exaustiva viagem de 45 dias.

Em lugar do frio e da pouca oferta de terras de sua região, em um Japão que, pouco depois, entraria na segunda Grande Guerra, encontraram um país de superlativos, com grandes possibilidades, apesar das dificuldades igualmente consideráveis. A primeira a vencer foi a imensa distância cultural que os separava, tendo a língua como a mais difícil barreira à adaptação.