05 ARTE NO CAMPO

Mais que produzir muito, o desafio do Grupo Horita é produzir bonito. Isso significa um trabalho bem feito em cada uma das etapas, seja na produção, no beneficiamento, ou no armazenamento dos produtos.

Esta “beleza” que se busca não está apenas em cada fase das lavouras, perfeitamente harmonizadas com a natureza generosa do cerrado baiano, ou na pureza resplandecente do algodão. Para o Grupo Horita, o belo também reside nos detalhes menos evidentes: no sincronismo das máquinas trabalhando, no ruído cadenciado das máquinas de beneficiamento de algodão, nas metas alcançadas e comemoradas por todo o time após muito trabalho, nas linhas simples, mas cuidadosas, da arquitetura de suas instalações e, principalmente, na percepção de que os valores do Grupo Horita são partilhados por todos os que trabalham nele.